Hotelscombined.com

Cursos 24h-Escreva-se Agora! Faço um Curso.

Leia o Blog em seu idioma - Read the Blog in your language

Compre na Internet Com Segurança

1 de junho de 2010

Clima seco prejudica a saúde

Com a baixa umidade do ar em julho, cerca de 25% dos atendimentos nos postos de saúde são para tratar doenças respiratórias

Em julho, o Paraná registrou os maiores índices de baixa umidade do ar do ano. Desde o início do mês, o estado enfrenta um clima abafado e seco. Na capital, o índice chega a 37% hoje, varia entre 30% e 40% no interior e atinge o clima mais seco em Maringá, com 27%. Com o ar nessas condições, o número de casos de doenças respiratórias aumenta e crescem as filas nos hospitais e postos de saúde.

A empresária e professora Juliana Probst sofre de renite e asma. Ela já tinha outras doenças respiratórias desde criança, mas, com o passar do anos, a renite piorou. “Com o inverno elas realmente pioram, mas para ser sincera cansei de ir ao médico. Quando tenho crise, tomo meus remédios e tento agüentar. Só se não passar é que procuro um especialista. Sempre tento me hidratar e muitas vezes preciso fazer inalação”, conta.

Cuidados

Confira algumas dicas do pneumologista Paulo Sandoval para combater as doenças respiratórias:

- Tome bastante líquido, de preferência água, para hidratar o corpo.

- Evite o acúmulo de poeira em casa.

- Durma em local arejado e umedecido. Para isso, coloque toalhas molhadas ou bacias de água no quarto.

- Não pratique atividades físicas das 10 às 17 horas. Proteja-se do sol nesse intervalo.

- Use roupas leves, principalmente em temperaturas acima de 28°C.

- Evite banhos quentes para não ressecar a pele.

- Use soro fisiológico em casos de irritação do nariz ou olhos.

- Evite exposição prolongada ao ar condicionado.

- Pacientes que já têm doenças respiratórias não devem se automedicar em casos de crise. O ideal é procurar um médico.

De acordo com o chefe do departamento de pneumologia do Hospital Cajuru, Paulo Sandoval, o tempo seco resseca a mucosa nasal, aumenta a quantidade de prurido e a desidratação da pele. “São os idosos e as crianças que sofrem mais. É com eles que se deve tomar mais cuidados. Com a falta de chuva, também aumentam os riscos de infecções”, explica.

Nos postos de saúde da cidade, cerca de 25% de todos os atendimentos registrados neste mês foram para a área de otorrinolaringologia. Segundo as assessorias de imprensa dos hospitais Cajuru, Santa Casa e de Clínicas, os casos que chegam a eles são apenas os mais graves. Os atendimentos normais para doenças respiratórias são feitos pelos postos. No Hospital Iguaçu, especialista em otorrinolaringologia, foi registrado um aumento de 20% ao dia.

Sem falta de água

Segundo o meteorologista do Simepar Reinaldo Kneib, a média normal de umidade relativa do ar é em torno de 60 a 70%. “O que provocou essa falta de chuva foi uma massa de ar seco que estava sobre o estado. Esses últimos dias foram bastante críticos, mas deve chover na quarta-feira”.

Embora não chova há cerca de 20 dias, não há qualquer previsão de falta de água na capital e região metropolitana. “As barragens estão cheias. Os rios com menos água têm apenas de 7 a 10 centímetros a menos”, diz o gerente de produção da Sanepar, Paulo Raffo. Segundo ele, esse ano houve muita chuva, principalmente de janeiro a maio, o que encheu os rios e contribuiu para que não faltasse água no mês de julho. “Dificilmente esse ano teremos problemas de abastecimento”, garante Raffo.

Outros estados

Além do Paraná, as defesas civis de outros 11 Estados e do Distrito Federal estão sob alerta da Secretaria Nacional de Defesa Civil (Sedec), do Ministério da Integração Nacional, por causa da baixa umidade do ar. De acordo com a secretaria, São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Tocantins, Maranhão, Piauí, Bahia, Rondônia, Pará e do Distrito Federal enfrentam problemas com a massa de ar seco que cobre grande parte do Brasil.

Blog Widget by LinkWithin

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

OS 10 ÚLTIMOS COMENTÁRIOS. Faça o seu!- Não publico comentário de anônimo e nem ofensivo.

TWITTEIROS

ÚLTIMAS POSTAGENS

SEGUIDORES

¡El Mundo me ver!

  ©Template Blogger Green by Dicas Blogger.

TOPO